Domingo, 1 de Maio de 2005

OBRIGADO, POR SERES QUEM ÉS, MINHA MÃE!

FLOR BRANCAS.JPG
Poema à mãe

No mais fundo de ti,

eu sei que traí, mãe!

Tudo porque já não sou

o retrato adormecido

no fundo dos teus olhos!

Tudo porque tu ignoras

que há leitos onde o frio não se demora

e noites rumorosas de águas matinais!

Por isso, às vezes, as palavras que te digo

são duras, mãe,

e o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas

que apertava junto ao coração

no retrato da moldura!

Se soubesses como ainda amo as rosas,

talvez não enchesses as horas de pesadelos...

Mas tu esqueceste muita coisa!

Esqueceste que as minhas pernas cresceram,

que todo o meu corpo cresceu,

e até o meu coração

ficou enorme, mãe!

Olha - queres ouvir-me? -,

às vezes ainda sou o menino

que adormeceu nos teus olhos;

ainda aperto contra o coração

rosas tão brancas

como as que tens na moldura;

ainda oiço a tua voz:

"Era uma vez uma princesa

no meio de um laranjal..."

Mas - tu sabes! - a noite é enorme

e todo o meu corpo cresceu...

Eu saí da moldura,

dei às aves os meus olhos a beber.

Não me esqueci de nada, mãe.

Guardo a tua voz dentro de mim.

E deixo-te as rosas...

Boa noite. Eu vou com as aves!



Eugénio de Andrade, Antologia Breve

publicado por bitu às 01:18
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 1 de Maio de 2005 às 19:17
É maravilhoso este Poema! Acredista que ainda hoje o estive a ler? Adoro-o. Boa escolha.

Um beijo terno :-)Menina_marota
(http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Menina_marota@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Maio de 2005 às 14:23
Homenagem muito bonita! Mil beijinhos!!sussurros da lua
(http://blogfullmoon.blogs.sapo.pt)
(mailto:sdrcarvalho@hotmail.com)


De Anónimo a 1 de Maio de 2005 às 12:31
Como és feliz por ainda teres mãe. Sê carinhosa para com ela, não sabes quando vai ser o último momento que estarão juntas. A vida passa a correr e o amanhã nunca o saberemos. Desculpa mas é o que sinto. Não leves a mal. Se quizeres algum template, diz alguma coisa por mail. Bom domingo. Beijinhos fofinhos para ti que também és mãelua_sol
(http://blogamizade.blogs.sapo.pt)
(mailto:lua_sol1@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Maio de 2005 às 10:50
Cá estou eu esvoaçando no teu Além Tejo, sempre bonito...como tu:)
Quanto ao presentinho envenenado que me ofereceste aqui na Ria chama-se "batata quente" , a expressão completa:"Passaste-me uma boa batata quente." Estou a brincar, assim que eu possa responderei...bjgaivotadaria
(http://GaivotadaRia.blogs.sapo.pt)
(mailto:bgaivota@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
29
30
31


.posts recentes

. Água e Sabão: Contra as B...

. Estórias de Natal

. ...

. ...

. ...

.

.

.

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

.

1º Dezembro , do...

. ...

.arquivos

. Julho 2009

. Novembro 2008

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.favorito

. Mensagem de Páscoa...

blogs SAPO

.subscrever feeds