Quinta-feira, 30 de Junho de 2005

Andei na praia sozinha!

na praia.bmp



Andei na praia sozinha...
Andei na praia sozinha,
Ondas batendo mansinho,
Na areia vinham morrer.
Meditando e caminhando...
Buscando, não encontrando
Solução para te ver



Tanto andei e meditei
E por muito vagueei,
Até que ao longe, te vi.
Braços abertos...sorrindo
E para mim vinhas vindo
Momento lindo...era ali.

Braços abertos… Chorei...Sorri...Corri
E...Parei!
Para te dar o
Meu Amor.

Esse Momento eu guardei…
e um dia te darei.


 


M.J.

publicado por bitu às 22:47
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|

Momentos!

amor.JPG



Há momentos, na vida, em que temos de abrir mão de tudo que fazia sentido, das nossas verdades e do que reputávamos como sendo os nossos valores.

Constatamos que eles se tornaram inúteis ao nosso crescimento, que já fazem parte do passado, e a vida não se detém olhando para trás; antes, caminha para a frente, em busca de novos acontecimentos.

Há momentos, na vida, em que todas as vigas-mestras que asseguravam a nossa sustentação vêm abaixo, e a casa cai, independentemente da nossa tácita recusa ou inaceitação.

Há momentos, na vida, em que ficamos sem saber para onde ir, em que nada consegue nos alegrar, motivar ou seduzir e, em compasso de espera, vamos assistindo à fragmentação das nossas estruturas, agora transformadas em quimeras.

Nestes momentos - que têm o peso de uma eternidade - nada, nem ninguém, pode fazer nada por nós...

Estamos, definitivamente, vazios e sós, porque até a Natureza se cala e Deus perde a fala, indiferentes ao nosso torpor.

Em meio à dor, esmiuçamos o que sobrou de nós, remexemos entre os escombros e descobrimos que algo ainda não morreu.

Tênue e frágil, lá está uma pequena centelha de esperança, aguardando uma virada do destino que, certamente, nos surpreenderá com novas alegrias...e com tantos outros desatinos.
Esperança!


 


"Fátima Pinto"

publicado por bitu às 21:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 28 de Junho de 2005

Rumo ao sul!

Após o exame de matemática, decidi que estava mais do que na hora de tirar uns dias de descanso. Peguei na "trouxa" e apanhei a A2 rumo ao Algarve. Foi uma viagem rápida apesar de um bocadinho incómoda porque a minha Rita Maria detesta andar de carro e não parava latir. Chegámos a Albufeira na sexta - feira e instalámo-nos perto do Liberto`s Bar. Ficámos por lá até segunda. Foi divertido mas, aquilo não tem nada a ver com o descanso que eu desejava. Regressámos mas não pela A2. Fomos almoçar à Salema, uma prainha linda perto de Sagres e daí seguimos até Vila Nova Milfontes (na minha adolescência era chamada a terra das três mentiras- não era vila, nem nova nem tinha fontes).


É uma zona lindissima, onde temos o privilégio de ter as águas calmas na foz do rio Mira do outro lado das dunas a beleza de um mar revolto, de águas frias. milfontes.jpg
Deixámos Milfontes e, poucos Km mais a norte passámos pela famosa Ilha do Pessegueiro (quem não conhece a canção de Rui Veloso que deu a conhecer esta região?). Mais 3 Km e chegámos a Porto Côvo. Durante alguns anos passei lá as minhas férias. Este ano está mais agradável. porto covo.JPG


As ruas foram recalcetadas, os estrados de madeira retirados das portas dos restaurantes...adorei (se lá forem não se esqueçam de comer uma queijada de requeijão. São deliciosas). Esta zona é muito frequentada pelas gentes do norte...influências do Rui....

Pernoitámos no Hotel de Porto Côvo e, como não podia deixar de ser, tomámos café na esplanadada Bar 31. Terça-feira de manhã levantámo-nos cedinho pois tínhamos que seguir caminho até Lisboa. Passámos por S. Torpes, Sines e Lagoa de Santo André.

 


LagoadeSantoAndre.JPG


Aqui, o mar entra pela terra dando-nos imagens inesquecíveis. Não deixem de visitar até porque nas redondezas têm o Badoca Parque para miúdos e graúdos.


Lagoa.JPG

publicado por bitu às 23:09
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Junho de 2005

...

bfs.JPG

publicado por bitu às 17:24
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Junho de 2005

Verão!

verao.JPG
O Alentejo no verão!

O calor, a seca, o latifúndio, a quase desertificação de uma terra que amo......são factores qe contribuem para a pobreza das gentes alentejanas. Espero que o Governo , os empresários e a UE se consciencializem da urgência de investimentos na região


verao2.JPG
A falta de chuva não permitiu que os girassóis se desenvolvessem!

É assim a agricultura.Sempre à mercê do tempo!
publicado por bitu às 17:42
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Junho de 2005

Amanhã é o exame matemática 12º ano!

mat.JPG



23 horas!
Acabámos agora o trabalho!
Os ultimos dias têm sido de muito stress mas, estou convicta que vão conseguir safar-se bem, nesta etapa das suas vidas. Deixo-lhes aqui o meu carinho. Vão tranquilos que tudo correrá bem. Beijokas a todas principalmente à minha Martinha (que me perdoem os outros) porque é a mais insegura.



Pra que dividir sem raciocinar
Na vida é sempre bom multiplicar
E por A mais B Eu quero demonstrar
Que gosto imensamente de você



Por uma fração infinitesimal,
Você criou um caso de cálculo integral
E para resolver este problema
Eu tenho um teorema banal

Quando dois meios se encontram desaparece a fração
E se achamos a unidade
Está resolvida a questão
Prá finalizar, vamos recordar

Que menos por menos dá mais amor
Se vão as paralelas
Ao infinito se encontrar
Por que demoram tanto os corações a se integrar?

Se infinitamente, incomensuravelmente,
Eu estou perdidamente apaixonado por você.



António Carlos Jobim/Marini Pinto (1958)

publicado por bitu às 23:26
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

...

boa semana1.bmp



Eu queria mais altas as estrelas,
Mais largo o espaço, o Sol mais criador,
Mais refulgente a Lua, o mar maior,
Mais cavadas as ondas e mais belas;

Mais amplas, mais rasgadas as janelas
Das almas, mais rosais a abrir em flor,
Mais montanhas, mais asas de condor,
Mais sangue sobre a cruz das caravelas!

E abrir os braços e viver a vida:
- Quanto mais funda e lúgubre a descida,
Mais alta é a ladeira que não cansa!

E, acabada a tarefa... em paz, contente,
Um dia adormecer, serenamente,
Como dorme no berço uma criança!

Florbela Espanca

publicado por bitu às 19:36
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Domingo, 19 de Junho de 2005

HERÓIS INVISÍVEIS»


Sábado, 18 Junho
.
Saí de Lisboa cerca das 13 horas, rumo a Castelo Branco. O calor era insuportável mas, com calor ou sem ele, tinha que estar na cidade, antes das 16 horas. Cheguei por volta das 15. Com muito calor e muito nervosa. Isto porque, um amigo que só conhecia da net, me convidou para ir fazer a apresentação do seu livro «Heróis Invisíveis». Tentei argumentar que não seria a pessoa indicada mas, perante a sua insistência, lá aceitei. No auditório do Instituto da Juventude de Castelo Branco, estavavam presentes os 40 heróis invisíveis, famílias, amigos, o Governador Civil, Presidente da Camara, o autor (e muitos mais). Tudo correu bem até ao momento que agradeci o facto do Adelino (autor) usar as PALAVRAS na luta pela inclusão, pelo direito à vida. A emoção foi mais forte. As lágrimas afloravam nos meus olhos. As palavras ficaram presas. O momento foi muito intenso para mim e penso que para todos. Consegui respirar fundo e continuar....

O livro incluí o depoimento de alguns heróis de entre milhares, que lutam pelos direitos de cidadania. É uma obra de reflexão, de despertar de consciências. Dela retirei alguns excertos para compartilhar convosco:

«Tinha vinte anos, deixei-me dormir ao volante e tive o acidente.(...)Parar de estudar, foi uma situação que nunca esteve nos planos dos meus pais. "Vais estudar e pronto". (...) Licenciei-me em Gestão e abri a minha própria empresa. (...)Quando estamos integrados na vida activa já não somos vistos como inúteis.Não podemos desistir é por isso que temos que incutir sensibilidade nas pessoas, mas essa força tem que partir de nós. - Duarte, 38 anos»

«Quando as histórias deixam a ficção e passam para a realidade sendo esta vivida por nós, tudo se torna muito mais difícil de partilhar . (...)Na minha situação sinto-me um privilegiado, por ter pessoas que se superam de modo a nunca ter que lutar sozinho. É através do seu imenso amor que ganho forças de modo a que me levante todos os dias e prossiga o sonho comum: a minha felicidade, o meu bem-estar. (...) A aventura começou no verão de 98, após um acidente de viação. Eu era um rapaz com 21 anos acabadinhos de fazer, estudante na Universidade da Beira Interior. Fiquei paraplégico. (...)Refressei à universidade. A reitoria disponibilou-se para fazer as modificações necessárias. Adquiri o meu carro adaptado e, hoje luto para ter uma vida igual aos outros.(...)Um dos objectivos da minha vida é tentar que o mundo seja todos os dias melhor, mas isso so acontece se as pessoas deixarem o egoísmo fútil e abandonarem o preconceito que reside no facto que os deficientes não serem pessoas menos, mas sim e só , um pouco diferentes. - Gustavo, 27anos»

«O silêncio da noite fria de inverno, foi quebrado pelo meu choro de recém-nascida, o meu grito de vida.(...)O meu corpo foi ficando limitado pela doença, mas eu tinha a serenidade e o sorriso no rosto, como todas as crianças. Frequentei a escola normal. Na década de 80, a perna esquerda, ficou mais limitada, assim como o braço direito e o maxilar.Novo surto da doença. Braço esquerdo apanhado. O mundo desabou sobre mim. Década de 90. Inesperadamente surge um novo surto, este mais doloroso(...)Já não conseguia andar. O deseperado, a revolta, o medo, a raiva apoderaram-se de mim.(...) Olho as minhas pegadas, o meu rasto da vida e apetece-me gritar, gritar bem alto:SOU FELIZ! Tenho as pessoas mais importantes do mundo no meu coração e na minha vida, a minha família e os meus amigos. Foram eles que me ensinaram, foi com eles que aprendi que: o amor amor existe e não tem barreiras nem limitações. O nome da minha doença é Fibrodisplasia Ossificante Progressiva (doença genética rarado tecido conectivo). Progressivamente vão surgindo ossos que formam "pontes" entre as articulações, tornando os movimentos limitados ou impossíveis. - Luzita, 36 anos»
.
«Paulo Vinagre, 27 anos, paraplégico- Esteve na Bósnia e em Timor em missões de paz." Quando vinha para casa, saquei um cavalo com a minha mota (...)As pessoas valem pelo seu interior(...)

Toda a experiência humana carrega na sua bagagem existencial aspectos que poderemos, sem mais, considerar negativos(...)A experiência de "deficiente" não é exclusiva de pessoas que levam consigodeficiências psíquicas,físicas, sensoriais, biológicas ou outras mais ou menos visíveis.É uma experiência humana que, precisamente porque é humana, é de todos e em todos se manifesta no mais recôndito do seu ser, porque existe inseparável da nossa própria natureza" - Paulo, 41 anos, def. motor»»
publicado por bitu às 22:47
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Junho de 2005

Um sopro de magia para os meus meninos em exame a partir de amanhã

8fd.bmp
Bjos e muita sorte para todos

publicado por bitu às 18:15
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

...

amizade2.JPG

publicado por bitu às 18:06
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Junho de 2005

Presto-lhe homenagem!

 Não sou comunista mas não posso deixar de homenagear um homem que se manteve fiel ás ideias pelas quais lutou desde muito jovem, movido por um ideal e não por interesses pessoais. Não foi um vira-casaca ou oportunista, na tentativa de ganhar poleiro e influência, negócios mais ou menos escuros(como tantos daqueles que nos últimos anos so (des)governam o país). Quem da minha geração, que viveu o 25 de Abril não se lembra de Durão Barroso à frente do MRPP – Movimento Revolucionário do Proletariado Português? Deu uma volta de 360º. Como defensora da democracia, respeito a sua mudança. Hoje tive o desprazer de ler tanta barbaridade e tanta falta de coerência e respeito pelos outros que já não me admiro dos portugueses serem os menos cultos da Europa. Ser comunista ou social-democrata é uma opção como é a de ser católico ou protestante; heterossexual ou homossexual. Respeitem as opções políticas, religiosas dos outros. Isto é a democracia pela qual Álvaro Cunhal e tantos outros lutaram. Comunistas ou não, a liberdade de expressão que todos podem usufruir hoje, tb a devem a ele. Já pensaram que não seria possível manifestarem o vosso parecer no tempo da velha senhora? Comecei a ouvir falar sobre liberdade de pensar, liberdade de agir, liberdade de viver., na minha adolescência e sei um pouco do que falo. Gosto de dar a minha opinião e ouvir a dos outros também. Tenho a minha forma de pensar mas respeito a dos outros, ouço sem admitindo que poderei estar errada. Só assim se cresce. Dele guardo o respeito com que se admiram os adversários honestos.
publicado por bitu às 23:16
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Terça-feira, 14 de Junho de 2005

O ADEUS AO POETA!


Já gastámos as palavras pela rua, meu amor,
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
Gastámos tudo menos o silêncio.
Gastámos os olhos com o sal das lágrimas,
gastámos as mãos à força de as apertarmos,
gastámos o relógio e as pedras das esquinas
em esperas inúteis.
Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada.
Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro;
era como se todas as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha para te dar.
Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes.

E eu acreditava.
Acreditava,
porque ao teu lado
todas as coisas eram possíveis.
Mas isso era no tempo dos segredos,
era no tempo em que o teu corpo era um aquário,
era no tempo em que os meus olhos
eram realmente peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco mas é verdade,
uns olhos como todos os outros.
Já gastámos as palavras.
Quando agora digo: meu amor,
já não se passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
de que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.
Não temos já nada para dar.
Dentro de ti
não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse: as palavras estão gastas.
Adeus.



"Eugénio de Andrade"

publicado por bitu às 21:34
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Junho de 2005

...

fds2.bmp

publicado por bitu às 18:09
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|

Eu estou lerda ou o Presidente não está bem?


Hoje, 10 de Junho o Presidente Sampaio atribuiu a Ordem do Mérito à apresentadora de televisão Catarina Furtado, à jornalista Fátima Campos Ferreira, ao empresário João Lagos, ao cantor Luís Represas e ao actor Nicolau Breyner.

Espanta-me a escolha de Luis Represas. Qual teria sido o serviço relevante prestado? Será que foi o pagamento do enorme calote que o seu enredo de empresas devia ao Fisco e Segurança Social?

Como foi tornado público que as dívidas ascendiam a 100 mil contos, se os pagou, efectivamente merece uma medalha!

Sobre a atribuição da Ordem de Cristo a Leonor Beleza recuso-me a fazer qualquer comentário. Aguém precisa de consultar Daniel Sampaio. Serei eu ou o Presidente?.

Alguém me explica o que se passa neste país?

O que fizeram em prol deste País? Eu não vi nada. Andarei a dormir?
publicado por bitu às 16:42
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quinta-feira, 9 de Junho de 2005

Desilusão!


Hoje fiquei triste...talvez não seja a emoção adequada ao que senti...talvez frustração, mágoa, desilusão, .

Já alguma vez confiaram piamente em alguém que vos vem a decepcionar totalmente? Acreditamos em sentimentos, sonhamos com momentos....mas quando deixamos de acreditar... a dor dilacera-nos a alma...sentimo-nos incapazes de compreender. Pensamos nas palavras que foram ditas mas, parece que para algumas pessoas, as palavras leva-as o vento. Mas a vida é assim. A minha vida tem sido um acumular de desilusões e frustrações. Parece que as deixo passar, mas ficam cá dentro e é difícil não deixar que tudo isso que deite abaixo...mas amanhã será outro dia. Encontrarei outras desilusões. Não poderei dar-lhe tanta importância
.
Há que valorizar o sol que brilha, as aves que cantam ou as flores que nos encantam!



Aqueles que me têm muito amor
Não sabem o que sinto e o que sou...
Não sabem que passou, um dia, a Dor
À minha porta e, nesse dia, entrou.

E é desde então que eu sinto este pavor,
Este frio que anda em mim, e que gelou
O que de bom me deu Nosso Senhor!
Se eu nem sei por onde ando e onde vou!!

Sinto os passos de Dor, essa cadência
Que é já tortura infinda, que é demência!
Que é já vontade doida de gritar!

E é sempre a mesma mágoa, o mesmo tédio,
A mesma angústia funda, sem remédio,
Andando atrás de mim, sem me largar!


"Florbela Espanca "

publicado por bitu às 17:01
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Junho de 2005

...

feliz.JPG

publicado por bitu às 23:41
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Desafio


Há alguns dias foi-me proposto pela Lua_Sol e pelo Vé Morsa, um desafio sobre as minhas preferências musicais. Demorei uns dias a dar continuidade a este “inquérito”, por falta de tempo mas, aqui estou a tentar dar a conhecer um pouco dos meus gostos musicais.

Espaço ocupado no pc por música: Demasiado o que torna o Pc mais lento (penso eu) mas, grande parte desta musica foi sacada pela minha filha e ainda não tive tempo para a eliminar.

O último cd que comprei: “O melhor de Richard Clayderman” e ” Fado Curvo” de Mariza

A música que estou a ouvir no momento: Joan Baez “ Forever young”

As cinco músicas que mais ouço (depende do meu estado de espírito):

- Cher ,“Dark Lady”

- Cat Stevens, “Moonlight Shadow”

- Zeca Afonso,”Estrela d´Alva”

- Barbara Streisand, “Memories”

- Madredeus, “Lira”

Não sei se estas serão as musicas que mais ouço, já que Joan Baez, Zeca Afonso ou Madredeus, não canso de ouvir. O fado, por Amália ou Mariza, também está incluido nas minhas preferências.

Agora, como diz a lua, chegou parte pior -) Passo o desafio a:

- Gaivota da Ria

- Singularidades

- Marisocas

- Maluca Responsável

- Segunda Vida


A razão pela qual escolhi estas pessoas para passar o desafio:

Com todos eles me identifico em alguma coisa o que faz com que sinta um carinho especial por cada um , incluindo as duas pessoas que me passaram o desafio mas aos quais não posso desafiar. *(-_-)*. Para todos, um beijo. Vocês fazem já parte do meu dia-a-dia. Sempre vou directa aos vossos blogs logo que ligo o pc. Sejam felizes!
publicado por bitu às 17:02
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Domingo, 5 de Junho de 2005

Para reflectir

anjo.JPG



"Deficiente" é aquele que não consegue
modificar sua vida, aceitando as imposições
de outras pessoas da sociedade em que vive,
sem ter consciência de que é dono
do seu destino.
"Louco" é quem não procura ser feliz".
"Cego" é aquele que não vê seu próximo
morrer de frio, de fome, de miséria.
" Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir
um desabafo de um amigo, ou o
apelo de um irmão.
"Mudo" é aquele que não consegue falar
o que sente e se esconde por trás da
máscara da hipocrisia.
"Paralítico" é quem não consegue andar
na direção daqueles que precisam
de sua ajuda.
"Diabético" é quem não consegue ser doce.
"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.
E "Miserável" somos todos que não
conseguimos falar com Deus.

(autor desconhecido)



Hoje, nas minhas visitas por vários blogs amigos, vi este post no blog  «Sentimentos e palavras» e achei curioso porque tinha acabado de ver na TV, o Sr 1º Ministro a falar no projecto "Praia acessível a todos".´Como já aqui contei para todos os amigos que visitam este meu canto, tive um acidente de viação há 23 anos que teve como consequência uma paraplégia irreversível. Ao longo de todos estes anos sempre trabalhei de igual forma e contribuí com os meus impostos como qualquer outro cidadão. Tenho muitos amigos diferentes, mas não deficientes. Somos pessoas iguais, com direitos e deveres como qualquer outro cidadão, por isso, entristece-me quando vou na rua ou estou num café ou num outro qualquer lugar e as pessoas olham como se fosse uma coitadinha. Sou uma pessoa que tem uma vida normal, trabalho, tenho casa, marido e filha. Orgulho-me de mim mesma. Muitas vezes sintro-me deprimida mas rápido penso que há tanta gente dita normal que não contribuem para o bem estar deles mesmos ou dos outros ... e aqui estou eu lutando a cada dia que passa, mas sempre bem disposta e com vontade de continuar. O post tem como objectivo levar as pessoas a pensartem que o mal não acontece só aos outros. Eu saí bem de casa num terrivel dia de inverno e, voltei numa cadeira de rodas. Quem diria? Quando se depararem com alguém diferente, não olhem como se fossem coitadinhos. Ajudem se for necesssário mas, não olhem com o tal olhar..Discrimação...NÃO


Bitu

publicado por bitu às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|
Sábado, 4 de Junho de 2005

"Vampiros" de Zeca Afonso


No céu cinzento Sob o astro mudo
Batendo as asas pla noite calada
Vêm em bandos Com pés de veludo
Chupar o sangue fresco da manada

Se alguém se engana Com seu ar sisudo
E lhes franqueia as portas à chegada Eles comem tudo.
Eles comem tudo E não deixam nada (bis)

A toda a parte Chegam os vampiros
Poisam nos prédios Poisam nas calçadas
Trazem no ventre Despojos antigos
Mas nada os prende Às vidas acabadas

São os mordomos Do universo todo
Senhores à força Mandadores sem lei
Enchem as tulhas Bebem vinho novo
Dançam a ronda No pinhal do rei
Eles comem tudo Eles comem tudo
Eles comem tudo E não deixam nada

No chão do medo Tombam os vencidos
Ouvem-se os gritos Na noite abafada
Jazem nos fossos Vítimas dum credo
E não se esgota O sangue da manada

Se alguém se engana Com seu ar sisudo
E lhe franqueia As portas à chegada
Eles comem tudo Eles comem tudo
Eles comem tudo E não deixam nada

Eles comem tudo Eles comem tudo
Eles comem tudo E não deixam nada



 


(enquadra-se bem no contexto político actual, não concordam?)


                                                                  Bitu

publicado por bitu às 23:50
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Alternativa à praia


Que tal uma pescaria em águas alentejanas?
DSCN0336.JPG DSCN0365.JPG


DSCN0334.JPG
publicado por bitu às 15:07
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
29
30
31


.posts recentes

. Água e Sabão: Contra as B...

. Estórias de Natal

. ...

. ...

. ...

.

.

.

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

.

1º Dezembro , do...

. ...

.arquivos

. Julho 2009

. Novembro 2008

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.favorito

. Mensagem de Páscoa...

blogs SAPO

.subscrever feeds