Sábado, 14 de Janeiro de 2006

Lendas do Alentejo

alentejo9.jpg


Há algum tempo que não posto nada sobre o meu Alentejo hoje, senti uma saudade imensa  daquela terra e daquelas gentes então decidi deixar-vos aqui duas das muitas lendas que conheço desde sempre.
altj.jpg
</font>Uma Luz Misteriosa
As histórias de lobisomens e de bruxas eram vulgares no meio rural tradicional.
Maus encontros com animais a horas tardias, doenças provocadas por mau querer (feitiçarias), filtros de amor (beberagens para atrair ou afastar paixões, visões, vozes, são elementos do vasto manancial do imaginário popular sobre forças maléficas.
Há, contudo, outro tipo de histórias que são comuns a várias aldeias e vilas do Alentejo.
É o caso da estranha luz que, de noite, acompanhava os viajantes (normalmente pastores, almocreves e, mais recentemente, tractoristas que de noite procedem às grandes charruadas).
Era uma luz que seguia o caminhante sem, contudo, o incomodar. Conheci algumas pessoas que afirmavam terem sido seguidas por essa luz. A luz acompanhava o viajante, seguindo a seu lado, parando quando este parava, e acompanhando a velocidade da deslocação.
Nenhuma das pessoas que conheci, e que afirmavam ter estado em contacto com o fenómeno, esboçou qualquer reacção. Para essa passividade contribuiu seguramente o facto de ser conhecida a reacção da luz quando atacada.
O fim da história que apresentamos é relativamente benéfico. Com efeito, noutras descrições, que a tradição popular registra, a luz, quando hostilizada, conduz à morte do atacante.




altj.jpg


A Lenda da Costureirinha
Entre as crenças que algum dia existiram no Baixo Alentejo, a da costureirinha era uma das mais conhecidas. Não é difícil, ainda hoje, encontrar pessoas de alguma idade, e não tanta como isso... que ouviram a costureirinha.
O que se ouvia, então? Segundo diversos testemunhos, ouvia-se distintamente o som de uma máquina de costura, das antigas, de pedal, assim como o cortar de uma linha e até mesmo, segundo alguns relatos, o som de uma tesoura a ser pousada. Um trabalho de costura, portanto.
O som trepidante da máquina podia provir de qualquer parte da casa: cozinha, quarto de dormir, a casa de fora, e até mesmo de alpendres. De tal modo era familiar a sua presença nos lares alentejanos que não infundia medo. Era a costureirinha.
Mas quem era ela? Afirma a tradição que se tratava de uma costureira que, em vida, costumava trabalhar ao domingo, não respeitando, portanto, o dia sagrado. É esta a versão mais conhecida no Alentejo. Outra versão afirma que a costureirinha não cumprira uma promessa feita a S. Francisco. Esta última versão aparece referenciada num exemplar do Diário de Notícias do ano 1914 em notícia oriunda de aldeias do Ribatejo.
Pelo não cumprimento dos seus deveres religiosos, a costureirinha fora condenada, após a morte, a errar pelo mundo dos vivos durante algum tempo, para se redimir.
No fundo, a costureirinha é uma alma penada que expia os seus pecados, de acordo com a crença que os pecados do mundo, o desrespeito pelas coisas sagradas e, nomeadamente, o não cumprimento de promessas feitas a Deus ou aos Santos podiam levar à errância, depois da morte.
Já não se houve, agora, a costureirinha? Terminou já o seu fado, expiou o castigo e descansa em paz? A urbanização moderna, a luz eléctrica, os serões da TV, afastaram-na do nosso convívio. Desapareceu, naturalmente, com a transformação de uma sociedade rural arcaica, que tinha os seus medo, os seus mitos, as suas crenças e o seu modo de ser e de estar na vida.
alentejo4.jpg
Este post foi recolhido de um site na net, no entanto, esta e outras lendas fazem parte das minhas memórias de infância. Recordo com saudade as noites passadas à beira da lareira, onde a minha avó, a minha mãe e algumas vizinhas, falavam nestas aparições e eu ouvia com os olhos bem abertos mas no fundo, com medo.


alentejo2.jpg >alentejo.jpg alentejo1.jpg

publicado por bitu às 22:54
link do post | comentar | favorito
|
22 comentários:
De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 20:08
Olá querida amiga obg por partilhares essas lendas connosco.Gosto muito de lendas.Desejo-te uma semana replecta de bons momentos.
1000 beijocaskaldinhas
(http://kaldinhas1.blogs.sapo.pt/)
(mailto:kaldinhas@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 18:45
Olá biga. Desde já o meu mt obrigado pela tua visita aos meus blogs e tmbém pelas tuas palavras simpáticas para com este escriba. Ao ler as "tuas" lendas alentejanas, que quem sabe se não farão parte do meu Rumo ao Sul, quando não sei, mas tenho todo o tempo do mundo :), fizeste-me recuar um bom par de anos quando era um menino. Morava nessa altura em casa dos meus avós. Eles moravam numa "ilha", não sei como se chama aqui no sul mas no norte é o casario em volta de um pátio com uma única entrada. Ao lado, desabitada, já muito velha, afinal como toda a "ilha" onde lá tinha morado, segundo a minha avó, um padre que já tinha falecido. Todas as noites ouviam-se ruídos muito estranhos vindo de lá. Eram cadeiras a arrastar, eram objectos a rolar, enfim, coisas de "outro mundo". Então o povo dizia que era o espírito do padre que voltava a sentava-se à escrivaninha a escrever. Claro que todas as noites suava que nem um perdido pois punha a cabeça debaixo das mantas, não fosse o padre lá vir buscar-me. :) Mas como há sempre uma alma corajosa, um dia entrou na casa e se calhar rezando todas as ladaínhas que sabia, qual não foi o espanto ao saber que o causador daqueles ruídos não eram mais que umas ratazanas (dizia quase do tamanho de coelhos, mas sabemos que o nosso povo exagera sempre um pouco). Lá se foi o mito do padre e agora quando visito a "ilha" que foi da minha avó, acho que em todas as casas haverá ratos enormes a fazer ruídos pois a mesma foi votada ao abandono. Haverá outras hsitórias para contar desse recanto que durante um ano fez parte da minha vida. Tudo de bom. Bjs para ti e um grande abraço para o teu companheiro de uma vida.marius70
(http://marius70.blogs.sapo.pt/)
(mailto:marius70@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 17:32
Oi querida!

Amigos são carinhos que recebemos sem data marcada. Estão sempre presentes. Amigos comunicam-se pelo coração. Amigos sentem. Amigos pressentem. Procuram-nos sem motivo, apenas para saber se estamos bem. Podem usar e-mail, telefone, carta, fax, mas o que prevalece é a voz da alma. Amigos não perguntam por que nos machucamos. Trazem o alento para amenizar a nossa dor. Amigos percorrem nossa estrada aparando espinhos. Aceitam-nos como somos, virtuosos ou imperfeitos. Somos seu complemento, jamais seu espelho. Amigos nos dão força quando estamos desvalidos. Amigos oferecem seu ombro para chorarmos. são pedras preciosas, tesouros que habitam em nosso ser mais profundo, são irmãos de alma, inestimável presente de Deus
Lindo começo de semana pra vc!
Beijos no seu coração!!!
smareis
(http://smareis.blog.uol.com.br)
(mailto:smareis@uol.com.br)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 14:15
Pois é miga, esse alentejo encantado, adoro essa província do nosso portugal. Beijinhos e os votos de um ano repleto de magia.lua
(http://blogamizade.blogs.sapo.pt)
(mailto:lua_sol1@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 12:29
Bom Dia!

Eu sou Deus. Hoje estarei cuidando de todos os seus problemas.

Por favor, lembre-se que eu não preciso de sua ajuda.

Se o demônio o colocar em uma situação que você não possa

resolver, NÃO tente resolvê-la.

Por favor, coloque-a na caixa APJF ( algo para Jesus fazer ).



Ela me será entregue no MEU tempo, não no seu.

Uma vez colocado o problema na caixa, NÃO pense mais nele,

ou tente removê-lo.

Pensar nele ou removê-lo da caixa, só atrasará a

solução de seu problema.



Se for uma situação que você se julga capaz de resolver, por favor,

consulte-me em oração, para ter certeza da melhor solução.

Porque EU não durmo, nem mesmo cochilo, não há

necessidade de você perder o seu sono.



Descanse, meu filho. Se você precisar falar comigo,

EU estou apenas a uma oração de distância.

Assim como todas as boas coisas, por favor

passe adiante esta mensagem.



apaixonada
(http://deusadoprazer.blogs.sapo.pt)
(mailto:apaixonada_1@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 12:24
Que linda as lendass miguxinhas!!!!!
Bom dia
♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.
*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*.*♥*
Ao dar um beijo...
Faça-o com ternura...
para torná-lo doce...
Faça-o com fervor...
para torná-lo quente...
Faça-o com alegria...
para torná-lo humano...
Jogue nele sua alma...
para fazê-lo feliz...
♥-:¦:- B
♥-:¦:-♥-:¦:- E
♥-:¦:-♥-:¦:-♥-:¦: I
♥-:¦:-♥-:¦:-♥-:¦:-♥-:¦ J
♥-:¦:-♥-:¦:-♥-:¦:-♥-:¦:-♥-:¦:- O
♥-:¦:-♥-:¦:-♥-:¦: ♥-:¦:-♥-:¦:-♥-:¦:- S
♥-:¦:-♥-:¦:-♥-:¦: ♥-:¦:-♥-:¦:-♥-:¦:-♥-:¦:otima semaninha!!!!
nadja
(http://nadjaloukapornet.blogger.com.br)
(mailto:nadjinha_46@yahoo.com.br)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 10:15
Vim agradecer a sua visitinha no Blog Entre amigos, saiba que a sua participação é muito importante para o nosso sucesso. Temos novidades por lá. Bom inicio de semana. Beijos
http://blogentreamigos.zip.net
http://versoseprosa.zip.net
Iara
(http://blogentreamigos.zip.net)
(mailto:blogentreamigos@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 10:15
Vim agradecer a sua visitinha no Blog Entre amigos, saiba que a sua participação é muito importante para o nosso sucesso. Temos novidades por lá. Bom inicio de semana. Beijos
http://blogentreamigos.zip.net
http://versoseprosa.zip.net
Iara
(http://blogentreamigos.zip.net)
(mailto:blogentreamigos@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 09:01
Querida Bitu!
Desejo que tenhas um coração que te deixe ser doce, fibra para seres forte, coragem para tomares decisões humanas e esperança para seres feliz!
Que sua semana seja abençoada e cheia de alegria.
Um beijo carinhoso
Regina
Regina
(http://www.regina.blog.trix.net)
(mailto:regina_cwb@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 02:28
ola
boa noite!
eu tou xeia de saudades do meu alentejo, já nao vou lá á algum tempo, mas espero ir este fim de semana, desejo-te uma optima semana(já está á porta), beijinhos
isabel
(http://gostodetiporquegosto.blogs.sapo.pt)
(mailto:isabelmargaridalucio@hotmail.com)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
29
30
31


.posts recentes

. Água e Sabão: Contra as B...

. Estórias de Natal

. ...

. ...

. ...

.

.

.

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

.

1º Dezembro , do...

. ...

.arquivos

. Julho 2009

. Novembro 2008

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.favorito

. Mensagem de Páscoa...

blogs SAPO

.subscrever feeds